quinta-feira, 24 de abril de 2014

O Diário de Anne Frank





O livro mais difícil de ser lido que eu já li na minha vida...
Ele não é complexo, não é complicado de entender... Ele é difícil por outros motivos.

E eu vou dizer 5 motivos para você concordar comigo:








1. A obra se passa na época do holocausto.
Apenas esse fato já seria mais do que suficiente para explicar o quão difícil é essa leitura.
Os detalhes da rotina de alguém que vivenciou um dos piores momentos da história faz você se sentir a pior e mais supérflua pessoa do mundo, que reclama de barriga cheia.
É um verdadeiro soco no meio da cara.

2. É um diário real, escrito por uma pessoa real.
Anne Frank realmente existiu. Junto com sua família de judeus, Anne passou  2 anos escondida em um anexo de um escritório na Holanda, tentando sobreviver à segunda guerra mundial. O diário foi encontrado dentro do esconderijo após eles serem descobertos e levados para o campo de concentração.
O tempo todo você sabe que não está lendo uma historinha, algo que alguém inventou. Todas aquelas palavras aconteceram. E não, não é fácil virar as páginas.

3. A autora tinha 13 anos e cheia de sonhos.
Anne escreve pela primeira vez no diário quando o ganha de aniversário. Ou seja, você acompanha toda a transformação em sua vida.
Passagens como  "tenho fé que eu vou sobreviver",  "quando eu tiver filhos" ou até "eu irei escrever muitos livros um dia" são extremamente dolorosas de ler, pois você enxerga uma menina cheia de sonhos, com potencial, mas ao mesmo tempo sabe que o seu destino não dará oportunidade de realiza-los, apenas tragédia.

4. A atmosfera permanentemente tensa
Como a família está escondida no anexo de um escritório, não ser silencioso é o mesmo que sentença de morte. Você acaba absorvendo a tensão e o medo constante de fazer barulho. Quando deixam cair algo no chão ou quando a irmã da Anne precisa engolir Codeína para parar de tossir a noite são só alguns exemplos do quão complicado era viver escondido. Isso fora as incontáveis noites em que ninguém conseguia dormir por causa do barulho dos aviões e dos bombardeios acontecendo.
Frases como "talvez a câmara de gás seja a maneira mais rápida de morrer..." aumentam ainda mais o seu medo, tensão e compaixão pela menina.

5. O final
Anne escreveu a maior parte do diário dentro do anexo. Ou seja, você a acompanha desde o momento em que ela deixa a casa e foge para o esconderijo. Acompanha o crescimento do medo de ser pega. O amadurecimento extremamente nítido a cada dia que se passava.
No penúltimo relato do diário, Anne escreve "Estou cheia de esperanças, tudo vai bem!", referindo-se à notícia no rádio sobre um atentado mal sucedido contra Hitler naquele dia, que até mesmo os alemães estavam fartos, a guerra quem sabe estava prestes a terminar...
E quando chega no final... Bem, não tem final. Apenas o silêncio. O fim precoce da obra só escancara o que nós já sabíamos desde o começo.





O epílogo do livro explica que Anne e seus familiares foram descobertos no dia 5 de agosto. Foram separados e levados para diferentes campos de concentração. Das 8 pessoas que estavam escondidas no anexo, apenas o pai da Anne sobreviveu.
Anne Frank morreu no campo de concentração, apenas dois meses antes da liberação da Holanda...

Ao menos sua memória ainda vive.
O livro mais difícil de ser lido que eu já li na minha vida...


45 comentários:

  1. ja li ótimas resenha e quero muito ler! acredito que os pontos que você acentua para falar da beleza e emoção que o livro proporciona ja me emocionaram
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ju, eu ainda não li esse livro e me envergonho. Quando mais nova adorava ler livros sobre a segunda guerra mundial, nazismo e holocausto. Foi aí que o diário de anne frank entrou na minha lista de livros que ainda não li, mas que quero ler antes de morrer. Na época eu não tive dinheiro pra comprar esse livro. Depois fui me desligando e parei de ler sobre isso. Mas ainda não esqueci que tenho que ler esse livro. rsrs

    ResponderExcluir
  3. Oi! Td bom?
    Eu estava na livraria anteontem e namorei bastante esse livro. Não li ainda, mas pelo que tenho lido (e sua resenha confirma) é um dos must read. Falar sobre a segunda guerra é sempre difícil. Acreditar que a estupidez humana chega nessas proporções é ainda mais difícil.
    Adorei suas razões, por elas, quero ver se leio esse livro logo! hehe

    Beijos!
    Arrastando as Alpargatas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo Rafa... Foi uma estupidez sem tamanho! Só de pensar quantas mentes brilhantes se perderam...

      Que bom que gostou! Beijos! :D

      Excluir
  4. Amei, amei, amei. Não poderia concordar mais com você, é sem dúvida um livro maravilhoso, que todos deveriam ler, mas muito, muito difícil e triste. E o pior né, é real! =/

    Beijos e boas leituras!!

    http://bruxinhaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo Jessica, o pior de tudo é que é real...
      Tem momentos que é até difícil de acreditar, né?

      Beijos!

      Excluir
  5. Oi Juliana tudo bem ? obrigado pela visita lá no blog viu. Já vi algumas resenhas sobre este livro e fiquei muito curiosa para saber se é bom mesmo como falam.

    Parabéns pelo blog, estarei sempre por aqui.

    Jéssica - http://livrosseriesemelodias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oiee ^^
    Esse foi um dos livros mais tocantes que eu já li, tinha a idade de Anne quando conheci sua história, então ficava imaginando como eu estaria se aquilo estivesse acontecendo comigo. Achei a história um pouco confusa...
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É confusa mesmo, Dryh... Porque querendo ou nao, ela só estava escrevendo o diário pra ela mesma, né? Nunca houve a intençao de publicar, pelo menos até boa parte do diário...
      Mas ainda assim, é muito tocante! :)
      Beijos =)

      Excluir
  7. Olá, gostei do seu blog e já estou seguindo.
    Realmente ler o Diário de Anne Frank é difícil. eu tive que parar a leitura muitas vezes porque eu ficava muito chocada com tudo o que ela escrevia, e não era o fato de ser uma leitura fraca, é por saber do final dessa pobre garota, cheia de sonhos e fé, que teve um fim tão terrível =/
    Beijos

    http://entrelivrosevestidos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tive que parar em alguns momentos, Diandra!
      Nao é fácil...

      Beijos!

      Excluir
  8. Bom dia!
    Li "O diário de Anne Frank" quando estava no ensino médio e tenho que concordar com você sobre ele ser um dos livros mais difíceis - e tensos - de serem lidos. Foi uma leitura que mexeu muito comigo e chegou a ser desesperadora e angustiante. Lembro que chorei demais no epílogo.

    Mil beijos,
    Blog Procurei em Sonhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mexe muito com a gente, né? Eu ficava me sentindo a pior pessoa do mundo... Fiquei pensando o quanto eu reclamo da vida de barriga cheia... É um aprendizado e tanto!
      Beijos!

      Excluir
  9. Oi Ju, tudo bem?

    Quero tanto ler Anne Frank que já perdi as contas de quantas vezes pedi esse livro feito louca! O seu post foi tão bom que favoritei. Por mais difícil que tenha sido esse livro, meu instinto desafiador quer ainda mais ler haha Sei que depois que ler essa obra vou mudar em vários aspectos...

    Beijos
    http://www.estantedasfadas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Carol! Que bom que gostou!
      Apesar de ser difícil, é muito interessante de ler e trás uma carga de aprendizagem incrível!
      Vale muito a pena, mesmo.

      Beijos!

      Excluir
  10. Pode até ser um livro difícil, mas inegavelmente muito bom, apesar do tema triste e real. Tenho vontade de ler novamente.

    Beijo, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Van!
      Vale muito a pena e a gente aprende muito com a Anne.

      Beijos!

      Excluir
  11. Agora sei que seu nome é Juliana. Hahaha

    Ju, eu concordo plenamente com você quando diz que esse livros é um dos livros mais difíceis de ler. Eu chorei tanto, fiquei com o coração tão pequeno que nem tenho como dizer em palavras o quanto esse livro mexeu comigo.
    Amei tudo que você escreveu sobre ele, ótimo post.

    PS: Eu te disse no meu comentário (em resposta ao seu no blog Amor de Livros) que faço eventos de Harry Potter, se tiver interesse em ver como funciona nossa sala algum dia, estamos ai pra isso. o/

    Grande beijo pra você!

    amordelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu vi a sua resposta no seu blog =D
      Esqueci mesmo de colocar o nome hahahaha
      e é bem isso que você falou, Jacke... O coração fica pequeno, da vontade de entrar no livro e resgatar a Anne!
      Não é fácil!

      Obrigada pela visita! Beijão!

      Excluir
  12. Oi Juliana,
    Sou louca pra ler O diário de Anne Frank. Na verdade, será minha próxima leitura.
    Acho que o fato de ser tão real e denso, o torna ainda mais envolvente.
    Beijos,
    Ká Andrade
    http://teens-books.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ká!
      Estou torcendo pra que a leitura te agrade tanto quanto me agradou!

      Beijos!

      Excluir
  13. É um livro incrível mesmo. Eu visitei a casa onde Anne ficou escondida, hoje um museu em Amsterdam e foi inesquecível!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila! Também já fui pra Amsterdam, mas infelizmente nao deu tempo de visitar o museu... Eu estava apenas fazendo escala... Só conheci a cidade rapidinho, dei um passeio de barco e já tive que voltar pro aeroporto =/
      Mas se eu puder voltar pra Amsterdam, com certeza quero conhecer o museu! Muita gente fala bem!
      Beijos!

      Excluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Á tanto tempo eu quero ler O Diário de Anne Frank. A história dele me envolve, mesmo sem nunca ter lido e esses 5 motivos que você me deu, são os motivos que me fazem realmente querer ler o livro. Gostei muito da sua opinião e do seu blog. Obviamente estou seguindo e espero que você siga o meu. Até mais.
    cronicasdeumlunatico.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tom! Realmente vale a pena ler...
      Nos faz enxergar tudo com outros olhos.
      A gente reclama demais da vida sem motivos, né? Ela nos faz ver isso.
      Ela tinha tantos problemas e ainda conseguia ter esperança que um dia ia tudo melhorar... Dá uma dor no coraçao!
      Que bom que gostou, também já estou seguindo o seu blog =)

      Abraço!

      Excluir
  16. Olha, esse livro me comoveu e me emocionou demais!
    Me apaixonei pela pequena Anne! ♥

    ResponderExcluir
  17. Já li o livro, e pretendo reler. É um livro muito bom.
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Já tinha lido várias resenhas sobre esse livro, mas fiquei com muita curiosidade de lê-lo agora.
    Vou comprar no final de semana e ver se leio logo (:
    Obrigada pela dica, beijão.

    Lovely Evv

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Evelin!
      Tomara que a leitura te agrade! Depois me conta o que achou!
      Beijos!

      Excluir
  19. Não gosto de livros relacionados a segunda guerra mundial. Logo, fujo de qualquer livro que tenha o nome Anne Frank na capa.

    Estou seguindo de volta *o* Obrigado

    http://enquantoestavalendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei como é, Marcelo... Tem livros que acabam deixando a gente realmente pra baixo, né?
      Mas esse é interessante demais, tem uma carga de aprendizagem incrível...

      Abraço!

      Excluir
  20. Eu quero tanto ler esse livro apesar de saber q vai ser uma leitura dificl e mto teiste!!
    Forever a Bookaholic

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apesar de ser muito triste, a leitura vale a pena Camylla!
      Beijos!

      Excluir
  21. Esse diário parece ser incrível (e difícil). Nunca fui obrigado ou tive o desejo de ler, mas agora me deu um ânimo.
    Bjs, leemporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Então, já tem um tempão que li o Diário de Anne Frank e não esqueço da história. É realmente marcante, real e angustiante. É por isso que este livro atravessa gerações!

    ResponderExcluir
  23. Eu só assisti o filme, e sinceramente doeu e MUITO ver tudo aquilo e não poder fazer nada para ajudar. Ainda pretendo ler o livro, e sei que vou sofrer ainda mais a cada virar de página.

    David - Leitor Compulsivo (www.leitorcompulsivo.com)

    ResponderExcluir
  24. Adoro esse livro e, essa semana vi no good reads que tem uma autora que escreveu uma história fictícia da irmã dela, a Margo. Uma espécie de o que teria acontecido se ela tivesse sobrevivido. Achei bem interessante e marquei na lista de leituras deles.

    ResponderExcluir
  25. Menina, se o livro já é tenso, nem chegue perto de uma das versões para o cinema. Quando eu vi uma delas eu fiquei na pontinha do sofá, prendendo a respiração com o tamanho do nervosismo.
    Beijo!

    www.diarioquaseescritora.blogspot.com

    ResponderExcluir